Quer me mandar uma mensagem? | contato@educadordesucesso.com.br

Avaliação na Educação Infantil: para que avaliar e o que avaliar?

//Avaliação na Educação Infantil: para que avaliar e o que avaliar?

Avaliação na Educação Infantil: para que avaliar e o que avaliar?

Para que a avaliação ocorra é importante responder as seguintes perguntas: Para que avaliar e o que avaliar?

Será que a avaliação é para saber se a criança andou ou falou mais cedo ou mais tarde simplesmente?

O que faremos com esta informação?

Para solucionar a estas questões é preciso que todos aqueles envolvidos na educação, sejam eles educadores, técnicos, pais e gestores, observem, façam perguntas e coletem informações para tentar respondê-las num processo constante de conversas e olhares.

A avaliação na Educação Infantil faz parte de um processo em construção contínua.

Como a criança se desenvolve rapidamente , o adulto precisa estar continuamente observando esse desenvolvimento para ser capaz de propor-lhe novos desafios  e reconhecer o que cada criança precisa para se desenvolver.

A proposta contempla a busca por um processo de qualidade continuada para a educação infantil.

Muitos aspectos podem ser observados na avaliação individual da criança tais como:

Autonomia, alimentação, sono, relacionamentos com outras crianças e com os adultos, comportamento, participação, partilha, brincadeiras, interesses, atitudes, se reconhece nomes, se fala com clareza, se executa atividades de equilíbrio, se apresenta noção de espaço, se relaciona tempo e espaço, se apresenta dificuldades nos órgãos dos sentidos, se apresenta raciocínio lógico, etc.

Ainda falta uma avaliação muito importante: Como é o contexto onde estas crianças se desenvolvem?

Nos parece pouco eficiente avaliar o desenvolvimento da criança sem avaliar a qualidade do Projeto Político Pedagógico que vem sendo desenvolvido.

O que a instituição tem oferecido para as crianças?

A instituição respeita os diferentes tempos da criança? Organiza os espaços de forma a favorecer o brincar em todos os momentos do dia? Dá possibilidades de escolhas? Respeita a individualidade? Favorece a construção da identidade pessoal e cultural e a expressão da criança através de diferentes linguagens e empenha-se para melhorar a formação continuada dos educadores?

É preciso avaliar a qualidade das experiências que a instituição oferece para o desenvolvimento das crianças.

Sugestão de como organizar esta avaliação:

Através dos diferentes olhares.

Olhar da criança: Como o Projeto Pedagógico é vivenciado por elas? Seus desejos e necessidades estão sendo atendidos? As crianças são ouvidas? Estão sendo observados seus comportamentos e reações, sua disposição, os brinquedos que mais gostam?

Olhar dos pais: Como eles percebem o atendimento que é oferecido?
Eles se sentem valorizados pela equipe da instituição? São considerados parceiros? São ouvidos? Suas necessidades são atendidas? Percebem mudanças positivas no desenvolvimento das crianças?

Olhar da equipe:
Para cada grupo é necessário pensar em diferentes formas de avaliação, pois são diferentes olhares.

Após coletadas as informações devem ser discutidas e colocadas em prática, caso contrário tem-se apenas um diagnóstico para guardar na gaveta.

Estas avaliações devem ser realizadas periodicamente: mensal, semestral e anual, pois decisões devem ser tomadas a curto, médio ou longo prazo.

 

By | 2015-07-15T03:09:18+00:00 julho 15th, 2015|Dicas|1 Comment

About the Author:

Educadora graduada em Pedagogia e Serviço Social e pós-graduada em Educação Infantil com larga experiência na área de educação em seus vários ramos.

One Comment

  1. Maria Isabel Girotte 13 de abril de 2017 at 01:29 - Reply

    Boa noite Eliane!
    Sou estudante de pedagogia da faculdade Uninove sua abordagem sobre o tema “Para que avaliar e o que avaliar”me agregou um novo olhar para este tema.
    O processo avaliativo precisa ser voltado para a melhoria da aprendizagem e ajuste nos processos educacionais. Precisamos encontrar caminhos para medir a qualidade do aprendizado e oferecer alternativas para uma evolução pedagógica através da construção coletiva do conhecimento.
    Abraço

Leave A Comment